Como se não bastasse pretender regular os preços dos livros, apresentando o Projeto de Lei nº49/2015 que fixa esses valores, proibindo a oferta de descontos maiores de 10% sobre o preço de capa (veja o nosso vídeo abaixo), o Estado quer agora taxar sobre os serviços que vendem conteúdo por streaming.

O Senado aprovou  um projeto de lei que estende a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) a setores que ainda não eram tributados, como esses serviços. Isso significa que suas assinaturas da Netflix e do Spotify poderão ficar ligeiramente mais caras nos próximos meses.

Continua (…) Leia Mais sobre isto »