A Guerra Civil que assola o Rio de Janeiro há três décadas inverte valores e subverte a lógica. Policiais Militares escondem a farda quando saem do Batalhão para se juntarem aos próprios bandidos, enquanto a população é jogada a uma Administração Pública que não a protege e não a acolhe como deveria.

Enquanto isso, da Cadeia, os bandidos já supostamente detidos pelo falido sistema, ditam quem vive, quem morre, e quem deve ser banido das favelas.

De dentro de suas casas, o Cidadão Brasileiro assiste a programas policiais que retratam a dura realidade de Guerra no nosso País, transmitidos na TV feito novela.

Apesar de tudo, os nossos Políticos assistem tudo isso de longe, como se fizessem parte de Outro Mundo, como se estivessem sintonizados num programa de Reallity Show, quando os tiros são ouvidos.

Há um tempo atrás, pude ter o privilégio de ler uma Entrevista com MV Bill, em que ele responde à questão de sua infância na Favela da seguinte forma:

“Não tenho Pai, nem tenho Mãe. Para uma criança na mesma situação, e moradora da Favela, o seu Pai é o Poder Público, que o visita apenas de 4 em 4 anos para  presenteá-lo com alguns doces de chocolate, nada obstante ele estar necessitando mesmo é de material escolar e comida. Já a sua  Mãe é o Traficante, que apesar de chegar em casa bêbada, ameaçando e espancando seus irmãos, dá a toda a sua Família a assistência que ela mais precisa. No final das contas, ele acaba percebendo que só não quer é ficar Órfão novamente.”

Por trás deste cenário, ronda a morte, transformada em espetáculo banal.

Na semana em que o Rio de Janeiro teve sua imagem levada ao Mundo como um cenário de Guerra, a população que não mora nas Favelas, mas impressionada com o que via na TV, continuou vivendo sua vidinha normal; assistindo novelas, tomando sua cervejinha, torcendo pelo seu Time de Futebol.

Parece que tudo o que estamos presenciando, todos os inocentes baleados, todos os ônibus queimados, todos os transtornos, passaram a se tornar uma coisa comum, normal, que simplesmente faz parte do nosso cotidiano. Não assusta mais.

Diante disso, nosso Governador pede calma à população. Só que ele não sabe que já estamos calmos; caso não estivéssemos, nós mesmos é que estaríamos nas ruas queimando ônibus…

Talvez o Nobre Governador ainda não saiba, que nossas mãos já estão calejadas de tanto trabalhar, que nossos pés já não doem mais de tanto caminhar, que nossas feridas já cicatrizaram de tanta ‘porrada’ que a gente já levou…  Estamos nos acostumando.

Na verdade, nós não estamos “putos da vida” com os bandidos das favelas. O que mais nos aborrece, são os bandidos de terno. Os Políticos Ladrões, os Policiais Bandidos! Os Bandidos como Bandidos, por si só, simplesmente já passaram a fazer parte deste novo contexto em que já fazíamos parte como Povo, e que por nunca sermos ouvidos como merecíamos, acabamos nos acostumando com eles…

Aliás, podemos até estar enganados, mas algum acordo foi quebrado entre os Bandidos de Terno e os Bandidos comuns no RJ. Em razão disso, toda esta Guerra está acontecendo por aí. Este ataque coletivo é só retaliação…

Até o momento do envio deste post, às 10:55h de 25 de novembro de 2010, 12(Doze) pessoas morreram durante as ações da Polícia Militar no Rio de Janeiro desde a noite de terça (23/11/10), segundo balanço da Corporação. Deste total, 8 (Oito) morreram em confronto com policiais em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, 1(Um) em Tuiuti e 3(Três) na comunidade Faz Quem Quer, em Rocha Miranda. 1(Um) Policial foi baleado no braço e está fora de perigo.

Desde domingo (21/11/10), criminosos incendiaram cinco ônibus, nove carros e uma van; além de alvejarem duas cabines da PM.

Segundo a Rio-Ônibus, cinco coletivos foram incendiados nos últimos dias, causando um prejuízo de R$ 1,2 milhão. Ao todo, 15 veículos foram incendiados no Rio.

 

Enquanto isso, numa das mais movimentadas Redes Sociais do Mundo, o Twitter, os assuntos de Trending Topics do Brasil (termos mais comentados pelos brasileiros) é: “Tulla Luana”.

  Conforme nos informam os “Jornalistas” sempre presentes no Twitter, Tulla Luana seria uma Jovem portadora de esquizofrenia, que está sendo motivo de chacotas por toda a web, devido aos seus vídeos polêmicos do youtube:

  Pergunto ao senhor, Querido Leitor: O que faz a um brasileiro, debochar de outro brasileiro, acometido pela esquizofrenia, em Rede Mundial de Computadores, enquanto uma Guerra está acontecendo no seu País??

Incapacidade de olhar pro próprio umbigo? Falta de humildade? Necessidade de auto afirmação perante a Sociedade???

E é o que tem se tornado, infelizmente, esta maravilhosa ferramenta de comunicação que é o Twitter: Um centro de ofensas, humilhações, palavrões, prepotências, cyberbullying

Freud explicaria???

Enquanto inocentes são baleados no Rio de Janeiro, “Jornalistas” “debatem” no Twitter o Programa de TV, “A Fazenda”,  com a entrevista do último ‘eliminado’ da semana.

O nome deste ‘eliminado’, nesta semana de Guerra, foi Viola.

Viola é ex jogador de Futebol. Está sendo entrevistado no Programa Hoje em Dia da Rede Record. Enquanto isso, no Twitter, “Jornalistas” estão debochando dos seus erros de português.

O ex jogador de futebol não conseguiu, naquela entrevista, realizar qualquer concordância verbal, plural ou qualquer outra forma gramatical. E enquanto o País jorrava sangue de inocentes, Artistas estavam mais preocupados com os erros gramaticais de um ex jogador de futebol, que havia acabado de participar de um Programa de TV.

  E enquanto ocorria uma ‘Guerrinha’ no Twitter sobre os erros gramaticais do citado ex jogador de futebol, ou até mesmo, sobre os vídeos de Tulla Luana, 3 ônibus foram queimados, 2 crianças foram baleadas, tudo isso no mesmo instante , no Rio de Janeiro.

 

Quando será declarada a Guerra Civil no RJ?? Quando algum familiar do Governador vir a ser baleado como um daqueles civis inocentes?!

Quando iremos enfim nos levantar diante disso, e percebermos que este problema é nosso também?? Quando isso deixar de acontecer só na TV e passar a acontecer com a gente?!

 

Quando é que vamos perder a covardia de nos esconder atrás da tela de um computador, nos infiltrando em críticas contra novela, TV, Reallity Shows, para enfim nos tornarmos Verdadeiros Cidadãos???

Eu já sou doador de sangue, de medula, de 10% do meu salário para instituições beneficientes. Doei R$50,00 para a Campanha “Direito de Viver” da RedeTV para o Hospital de Câncer de Barretos.

Mas será que é mesmo suficiente??

Ainda acredito que não. Então vou passar a trazer cachorros de rua para a minha quitinete, quem sabe assim, eu me torne um Cidadão Exemplar!

Não! Também ainda não é suficiente…

Então no que consiste VERDADEIRAMENTE o nosso Exercício de Cidadania?

Exercer é FAZER! REALIZAR! PARTICIPAR! NÃO É ASSISTIR.

E eu tenho uma arma pra isso – Minha capacidade Civil!! A partir do momento em que me proporcionam o registro do meu nascimento, já sou detentor de direitos e DEVERES civis!

E uma das maiores armas pra exercer os meus direitos e deveres civis, é através do VOTO!! Só assim que poderei mudar o Sistema…

 Não adianta eu ficar atrás da tela de um computador, exibindo minhas ações de Cidadania. Muito mais importante do que isso, é ENTRAR NO RINGUE!

Participar de Movimentos Democráticos, PARTICIPAR da Política Brasileira; pois como já dizia Bertold Brecht, o pior analfabeto é o analfabeto políticoEle não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.

O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

Portanto, o PIOR ANALFABETO não é o ex jogador de futebol que não usa bem a Gramática, ou mesmo, a portadora de esquizofrenia que posta um video no youtube.

E já que estamos falando de “Eventos Midiáticos“, Internautas que promovem Conflitos nas Redes Sociais, e “Jornalistas” que se preocupam em informar os erros gramaticais de participantes de Reallity Shows, encontramos um Cidadão que EXERCE A SUA CIDADANIA em qualquer lugar!

 Em meio a estas duas guerras paralelas – a do Mundo Real - ocorrendo no Estado do RJ – , e a do Mundo Virtual -  ocorrendo no Twitter, encontramos um Cidadão que PARTICIPA EFETIVAMENTE das duas!

Passei a admirar a sua coragem e capacidade de exercer a sua Cidadania, não pelo o que ele fala, mas pelo o que ele FAZ!

O nome dele , o Brasil todo já conhece. É Tico Santa Cruz! @TicostaCruzRock

Além de fazer excelentes músicas, Tico também consegue falar sobre direitos e deveres civis como ninguém. O que inclusive, o diferencia de toda a classe artística, que geralmente está mais preocupada em tirar fotos e participar do Mundo Business.

Passo a retratar aqui, algumas de suas afirmações e manifestações na Guerra do Mundo Real e do Mundo Virtual, para que os senhores compartilhem comigo, a satisfação que é conhecer um Cidadão EXEMPLAR! Isto nos traz Esperanças, isto nos renova a Fé e a força de vontade; isso nos traz a certeza de o Brasil PODE ser um País muito melhor de se viver.

Apesar de muitas das vezes presenciarmos nesta Era de Crise de Paradigmas, que o mais “esperto” geralmente tem mais sucesso no que quer, do que o mais “honesto”, conhecer o Tico nos traz a CERTEZA de que ser honesto VALE MUITO MAIS A PENA…

Pois como já dizia o meu Professor da UCP, na 1ª Aula de Introdução ao Estudo de Direito:

“As Palavras comovem, mas os EXEMPLOS, se ALASTRAM”.

Portanto, acompanhem e SIGAM este Exemplo:

E assim, tanto nas Guerras das Redes Sociais, quanto nas Guerras da VIDA REAL, que sigamos realmente os melhores EXEMPLOS!

 

 

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE:

http://cirojorge.com.br/politica-de-privacidade/

 

RETWEET ESTE ARTIGO: 

No related posts.

Posts relacionados trazidos a você pelo Yet Another Related Posts Plugin.