Ao som de “Que País É Este?” de Renato Russo e sua Legião Urbana , vamos ler a Matéria abaixo:

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), mandou arquivar representação na qual o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal solicitava que fosse aplicada advertência e censura ao senador Roberto Requião (PMDB-PR), por conta do episódio em que o senador paranaense tomou o gravador do Jornalista da Rádio Bandeirantes, Victor Boyadjian, apagou a gravação da entrevista antes mesmo de devolvê-lo, e ainda ameaçou agredir o Repórter por não gostar das perguntas que ouviu.

Além disso tudo, Requião ainda debochou do profissional em seu perfil no Twitter, chamando-o de “provocador engraçadinho”.

O fato, como podemos ver no vídeo abaixo, aconteceu após ele ser questionado sobre a extinção de sua aposentadoria vitalícia como ex-governador do Paraná.

Para enfatizar ainda mais a imagem da impunidade, o parecer da advocacia do Senado relatou que não houve quebra de decoro parlamentar e considerou a reação do senador “adequada a seu mandato”. (sic)

Portanto, podemos tomar a liberdade de perguntá-los:

Se isto é ‘adequado’, o que então seria ‘inadequado’…?

Vamos tentar resolver esta “equação”?

Vejamos:

Alternativa A: Seria ‘inadequado’ utilizar-se de palavras de baixo calão em Plenário?

Resposta: Não, pois isto já foi feito no Senado brasileiro, e nenhuma punição foi considerada. Portanto, isto também é adequado:

Alternativa B: Uma “dancinha” em Plenário para debochar da ignorância do povo brasileiro?

Resposta: Não,  pois isto também já foi feito, portanto, também deve ser adequado.

Então que minha Santa Luiza ilumine os meus olhos pra que eu possa enfim enxergar e conseguir entender -  O que será, afinal, o INADEQUADO ao Mandato de um Senador?

- Uma Nota a ser observada: O presidente da casa, José Sarney (PMDB), nem sequer comunicou o parecer ao Sindicato dos Jornalistas.

(É, isto também não deve ser inadequado… Ou inadequado seria emitir este comunicado??)

Bom, todas estas questões de “inadequações”, “adequações”, ou até mesmo “equações”, estão me deixando confuso e com fome. Então vamos pedir alguma coisa para comer?

- Putz! Geladeira vazia…

Então que tal pedirmos uma pizza?

- Poxa, mas todas as pizzarias estão fechadas…

Ah! Então é só ligar pra Brasília que ainda tem muita pizza por lá.

Analisem:

Os advogados do Senado,  afirmam ainda sobre o ‘Caso Requião’, que o fato de tomar o gravador das mãos do jornalista, intimidá-lo com a frase “você quer apanhar?” e a chacota feita pelo senador ao chamá-lo de “provocador engraçadinho” no Twitter,  são partes de um episódio irrelevante.

Fonte: http://www.senado.gov.br

Muito corretos estes Senadores, não é verdade? Pizza quentinha, neste tempo frio; deve estar uma delícia!

- Poxa.. e eu aqui com fome…

“E daí que está com fome?” – eles irão nos perguntar, de forma bem adequada.

É…  do jeito que estão as coisas neste País, ‘e daí’ mesmo, né…?

Afinal, fome de Cidadão brasileiro é irrelevante, condição adequada neste País..

Quem sabe façam até piadinha no twitter…

E antes que o senhor, Querido Leitor, faça a próxima pergunta, talvez já possuímos a resposta pra ela:

- A resposta é Não. O Senado NÃO É – NEM NUNCA FOI – nosso.

O Senado é do Ilustríssimo Dinossauro José Sarney, que já está lá há quanto tempo no Poder…?

… Nossa! Desde 1958, quando foi Deputado Federal!

De lá pra cá, ele nunca mais “abandonou” o gostinho de poder “cuidar” do dinheiro público…!

E de brinde, vamos ganhar mais uma resposta para uma pergunta já sabida:

Poderemos assim, desabafar e gritar o que já desejávamos expressar desde o início deste Texto:

“Que País é Este?”

– SIM! É A PORRA DO BRASIL!

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE:

http://cirojorge.com.br/politica-de-privacidade/

No related posts.

Posts relacionados trazidos a você pelo Yet Another Related Posts Plugin.