Dizem que o Rio Grande do Sul é um lugar do 1º Mundo.

Mas este nobre Estado não é bem ali, bem dentro do Brasil?

O que seria preciso então para nos tornarmos um Rio Grande do Sul do Oiapoque ao Chuí?

Já não contamos com terremotos como o Japão, e muito menos com ataques terroristas como sofreu a Terra do Tio Sam em 11 de setembro de 2001.

Portanto, o que seria necessário para que, também, não tenhamos a Violência Infantil que predomina o Brasil?

O que deveríamos fazer para que tenhamos EM TODO O NOSSO PAÍS, uma Educação de 1º Mundo, uma Segurança Pública funcionando eficientemente, Políticos menos corruptos, e até mesmo, um Poder Judiciário tão assertivo como o do próprio Estado do Rio Grande do Sul??

Nesta primeira semana de outubro (que antecede a semana das crianças), os usuários das Redes Sociais da Internet buscaram fazer a sua parte.

Uma corrente com circulação pelo Facebook e pelo Google+ está fazendo sucesso na web. Membros destes serviços estão trocando suas imagens de perfil da página por personagens de desenhos animados. A corrente é pelo dia das crianças, como forma de manifestação contra a violência infantil.

De acordo com os próprios usuários da rede, a campanha do Facebook contra a violência infantil parece ter atingido o seu objetivo, mobilizando boa parte dos assíduos frequentadores da rede. Milhões de pessoas já aderiram.

Nas páginas da Rede Social, a seguinte mensagem convida para participar da campanha. “Troque sua foto do perfil por um personagem de desenho animado, revista em quadrinhos, até o dia 12-10 (dia das crianças). Será uma forma de manifesto contra a violência infantil!”

No entanto, há de se perguntar:

Por que será que ao invés de irem às ruas protestarem por um país melhor, as pessoas preferem ficar bem acomodadas em seus computadores, trocando ‘avatares’ ? No que realmente acreditam? Na possibilidade de um País melhor ou numa Rede Social norte-americana que mal se preocupa com a segurança de seus usuários na web?

Friso neste espaço uma assertiva frase do usuário Eugênio Mira do próprio Facebook, que resume toda esta situação:

“Marck Zuckberg não é responsável pelas leis frouxas de proteção infantil do nosso país. Nem pela polícia despreparada, pelas escolas arruinadas e pelo pão e circo que a Rede Globo enfia em nossas casas. É hora de menos modinha nas Redes Sociais e mais ação. Devemos nos lembrar da violência infantil principalmente na hora de escolher os nossos vereadores em 2012, e não simplesmente no dia das crianças.”

->   ”   #FIKDICA   “

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE:

http://cirojorge.com.br/politica-de-privacidade/

No related posts.

Posts relacionados trazidos a você pelo Yet Another Related Posts Plugin.