Dilma diz que PT precisa reconhecer erros e passar por ‘transformação’

A presidente afastada, Dilma Rousseff, afirmou que seu partido, o PT, precisa passar por uma “grande transformação” e reconhecer erros cometidos do ponto de vista ético e “do uso de verbas públicas”.

“Eu acredito que o PT precisa passar por uma grande transformação. Primeiro, uma grande transformação em que se reconheça todos os erros que cometeu do ponto de vista da questão ética e da condução de todos os processos de uso de verbas públicas”, disse Dilma em entrevista à revista “Fórum”, no Palácio da Alvorada, em Brasília.

FONTE: MSN

A petista afirmou que a atitude é necessária para manter o legado do partido, segundo ela, formado por uma “corrente imensa de experiências políticas que deram sua contribuição para esse país”. Ela ressaltou que as falhas foram cometidas por algumas pessoas, e não por toda a entidade.

“Nós vamos ter de resgatar isso [o legado]. Não é possível que se confunda o erro individual de algumas pessoas, que são passíveis de erros, com o erro de uma instituição. A instituição tem de ser preservada”, disse.

O problema é que, infelizmente, a presidenta afastada continua insistindo na ideia de que os erros são individuais e não fazem parte da conduta sistemática que já contaminou a ideologia do seu partido.

Assim, Dilma continua insistindo que não tem nada haver com os erros do PT, e voltou a responsabilizar o partido pela suspeita de pagamentos de caixa dois para o marqueteiro João Santana.

Em depoimento à Justiça, Santana e sua mulher, Mônica Moura, afirmaram ter recebido ilicitamente US$ 4,5 milhões para compensar uma dívida do partido com o casal. Segundo eles, em 2013, o então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, os orientou a procurar o engenheiro Zwi Skornicki, que tinha negócios com a Petrobras e efetuou o pagamento.

“Ele [Santana] diz que recebeu isso em 2013. Ora, a campanha começa em 2010 e até o final do ano, antes da diplomação, ela é encerrada. A partir do momento em que ela é encerrada, tudo o que ficou pendente de pagamento da campanha passa a ser responsabilidade do partido”(…) “Como disse o próprio João Santana, com quem ele tratou essa questão foi com a tesouraria do PT”. disse a presidente afastada.

Só é uma pena que, dentro do PT, nem todo mundo está abrindo um pouco das janelas para a entrada da sanidade.

O ex-presidente Lula, por exemplo, continua insistindo na ideia de golpe e de que está sendo perseguido, nada obstante o procedimento instaurado em face dele, que o considera como réu pela operação Lava Jato, tenha seguido todos os trâmites legais.

A mesma ideia de golpe e perseguição ainda é levantada pela presidente afastada, nada obstante o seu processo de impeachment esteja seguindo a Constituição Federal.

Tudo bem. Uma coisa de cada vez.

Nós falamos sobre isso aqui:

 

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE:

http://cirojorge.com.br/politica-de-privacidade/

 

No related posts.

Posts relacionados trazidos a você pelo Yet Another Related Posts Plugin.